Direto da Redação Notícias

Fernando Penteado Cardoso completa 106 anos de idade

O engenheiro Agrônomo Fernando Penteado Cardoso completou 106 anos de idade em 19/09. Depois de criar e dirigir a Manah por mais de 50 anos, idealizou e implantou a Fundação Agrisus em 2001, única entidade privada dirigida à pesquisa agronômica, que recebe projetos de todas as partes do país.

Formado pela escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz em 1936, Fernando Penteado Cardoso se destacou em várias atividades, iniciando como subinspetor agrícola da Secretaria da Agricultura do ESP (1937/41), com estágio nos EUA (1939), trabalhando como sócio do Escritório Técnico Agrícola –ETA (assistência técnica e serviços rurais) (1938/39), como Administrador Rural (residente) da Fazenda Monte Alegre (familiar) em Descalvado/SP (1941/50) e fundando a F. Cardoso & Cia. Ltda.(fertilizantes) (1942/47). Desempenhou também várias atividades classistas e públicas, inclusive como secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, em 1964.

Ele se tornaria conhecido e respeitado como fundador e presidente da Manah S.A (fertilizantes e pecuária de corte) (1947/2000), além de ser empresário rural em várias cidades do interior paulista, como Mogi Mirim (SP), local onde ainda tem fazenda e está passando a quarentena devido ao corona vírus.

Sua empresa Manah é lembrada até hoje pela contribuição que deu ao setor e é estudada até em escolas de propaganda e marketing pelo slogan criado por ele: “Com Manah, adubando dá”. Foi com a venda da empresa, em 2000, que a família destinou uma parte do dinheiro auferido para constituir a Fundação Agrisus, destinada a aprofundar uma de suas grandes preocupações: a necessidade de pesquisa na área.

Procurando sempre uma agricultura sustentável, de respeito ao meio ambiente, Cardoso orientou a Agrisus para apoiar projetos de pesquisa, desenvolvimento e divulgação de novas tecnologias relacionadas à conservação e melhoria da fertilidade do solo. Desde que conheceu o plantio direto, ele se tornou um entusiasta e divulgador da prática, enfatizando os estudos nesse sentido.

Também incentiva a educação na área, com apoio à realização de congressos, simpósios e dias de campo, além de financiar viagens de estudos e formação de bibliotecas.

Uma vida dedicada ao estudo e à pesquisa. As recomendações aos formandos da ESALQ em 2005, quando foi paraninfo da turma, resumem seu pensamento sobre a própria vida .

“Arregacem as mangas e vão em frente. Não se intimidem, nem se sintam diminuídos, se tiverem que começar pelo começo. Estudem sempre, a vida toda, para manterem-se em dia com a ciência, com a tecnologia e com a economia. Tenham sempre disposição para mudar. Não se deixem fossilizar. Os vários patamares do sucesso se condicionam sempre à dedicação ao trabalho, ao esforço, à honestidade de propósito, ao estudo, e especialmente à pertinácia. A perseverança deve prevalecer em todas as iniciativas, por mais modestas e primárias que sejam. A sorte na vida, fator que não pode ser relegado, acontece geralmente para quem está com a camisa molhada. Raramente ocorre em ambiente de sombra e água fresca”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *